segunda-feira, 13 de abril de 2015

O que voce sente pelo outro? Fale!

Abençoados Sejam! Existe um forte problema de comunicação hoje em dia. Acredito que parte disso vem com o desenvolvimento da internet e das redes sociais. Digo isso porque é fácil se esconder por trás de um personagem nas redes e muitos dos medos que alguns anos atrás eramos obrigados a encarar, hoje ficam mascarados por trás de uma tela de celular ou computador. E por que volto com esse assunto no mesmo dia? Porque estou vendo que muitas encrencas e problemas nascem do medo das pessoas encararem claramente o que sentem por outra pessoa. Parece-me que todos devem ter uma bola de cristal e adivinhar o que outro sente, o que o outro pensa ou idealiza da sua pessoa e nisso o ser mergulha em mundo de fantasias e medos onde você acaba sendo o alvo de uma guerra ou perseguição sem ter a mínima Ideia do rolo que foi gerado pela falta real de comunicação. Dizer: “Eu gosto de você” “Olha me sinto atraído por você, não poderíamos ficar juntos, transar?’ “Apaixonei-me por você e estou tendo dificuldade em lidar com isso, podemos conversar”? Mas existe um pavor ou sei lá o que pelo ar. Todo mundo tem direito de gostar de alguém, corço é Terra que ninguém anda. Pessoalmente sempre procurei respeitar aqueles que assim fizeram comigo, até porque é uma situação muitas vezes delicada e quando isso não é exposto claramente o outro, que é alvo do seu amor, do seu carinho pode não ter a real noção do quanto você conseguiu atingir um sentimento profundo e que o próprio emanador desse sentimento não sabe o que fazer com ele. Mas eu sempre sou a favor do dizer... Morre sufocado em um sentimento é terrível. Outras o alvo do seu carinho esta fazendo o melhor que pode por você, mas sem a dimensão do seu sentimento. Qual o resultado disso? Não raras as vezes um sentimento crescente e que pode gerar mágoa se uma palavra for mal entendida e nisso, dependendo da espiritualidade da pessoa pode lhe causar um sofrimento e uma provação sem fim, porque o guardião daquela pessoa pode entender que você a machucou de forma intencional, que houve má fé, traição e você só quis buscar o melhor, foi mal compreendido mas buscou dentro do seu conhecimento o melhor para que o outro ficasse bem... E uma guerra esta armada... Um não disse o que sentiu, o outro esta boiando na situação... E um dia, você percebe que dezenas de erros foram cometidos, dezenas de palavras foram mal interpretadas e enquanto voce esta caminhando em uma direção a pessoa vem por outro. A ruína se faz, a dor se instala e tudo fica complicado.... E era tão simples resolver... Bastava dizer de forma clara o que se deseja. Em vez de supor e ficar submetendo o outro a teste de fidelidade, de amizade e outras tantas coisas pergunte. Evita problemas e você pode ter uma agradável surpresa e viver uma bela história. Fiquem na Luz Cris Gimenez

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

O outro lado da porta.

Bom... O assunto  é  chato, mas me deu vontade  de falar um pouco do outro lado do doente: o acompanhante, os amigos ou aqueles  que ao longo do caminho se tornam amigos.
Se para  o doente  é  complicado e doloroso saber do diagnóstico  pior é  quando  o mesmo  resolve  contar a coisa pela metade  ou aos pedaços e não  rara às  vezes pede  sigilo ao médico. Em vez de aliviar  piora a situação. A verdade é  e sempre foi o melhor caminho  a ser trilhado  em qualquer  situação.
O sofrimento  começa  quando  se tem a dificuldade  de compreender  as reações  no corpo  e nas emoções. Quem esta do outro  lado fica sem ação, com medo  de estar fazendo  ou dizendo  algo errado. E sempre algo dá  errado porque não  se sabe  que bendito  terreno ao certo se esta pisando.
É  o medo  do doente do abandono, do futuro incerto, de ficar  na dependência  de alguém, de não  vencer esse mal que de alguma  forma  atingiu aquela história  de vida.
A incerteza de saber com o que esta se lidando  exatamente  faz com que  a mente crie milhões  de fantasmas, com  que o coração  fique  aos pulos e não  rara as vezes  se entre  em tristeza profunda por não  se ter a mínima  ideia de como agir.
Nos resta estar do lado, oferecer o abraço, os ouvidos  e o coração. Estar ali  independente  do que ocorra.
O amor é  esse ato de inutilidade, de se sentir de mãos  atadas  e com o coração  em frangalhos  mas ter  a certeza  de que  você  não  saberia ter outra atitude  que  não  seja essa: estar  ali do lado  para o que der e vier.
Mesmo que o silêncio  do doente dilacere as chances  de se compreender  melhor com o que esta ocorrendo.
A missão de Deus ao qual tanto se chama nessas horas é  colocar  uma boa  equipe  médica  e pessoas  verdadeiramente  preocupadas com a mais breve recuperação.
Em mostrar que pequenos gestos  fazem  grandes diferenças no dia a dia.

sábado, 17 de janeiro de 2015

As velhas desculpas esfarrapadas...

Vou compartilhar  com vcs uma situação  que  sempre acontece não  só  comigo mas também  com outros  colegas do esoterismo.
A pessoa  consegue se virar para tudo  menos para  cuidar do espírito  e muitas vezes abrimos  exceção  para pagar depois  e elas simplesmente  "esquece"
Mas desvios espirituais  podem ser mais sérios   que doenças  no corpo.
O que muitos  não  entendem  é  que cuidando do espírito  muita coisa anda, muito  queda é  amenizada  e ate evitada,  muitos obstáculos  podem  ser superados.
Essa semana atendi uma pessoa  que passa comigo há  alguns anos e em tempo atrás  o pai dela foi avisado do que ele passaria  se não  cuidasse de um . problema  ancestral (detalhe que no dia dei a data que isso  ocorreria pois estava muito escancarado no mapa), mas ele escolheu  outro caminho e na data karmica dele veio a decadência  que levou ao desencarne  avisado.
E engraçado  que a coisa e no grupo familiar, mas preferem  gastar em tudo menos naquilo  que poderia  dar um caminho de paz.
E todo ano jogo para  alguém  dessa família,  todo ano um ciclo  se repete  por ouvir e não  agir.
Me lembra isso  que a fé  sem ação  é  uma fé  morta  e que quando  vc esta avisado não  pode  reclamar  dos resultados.
É  lamentável  ver que aquilo que faz a alma crescer e fax aparecer em nossos caminhos a prosperidade e a fartura  e trocado  po um passeio  com gastancias em um shopping, uma balada  cara, uma viagem, carros  e roupas.
E vão  depois atras de caridade nas casas de umbanda e outros meios espiritualistas e acham que os espíritos  tem obrigação  de fazer  e acontecer.
E perguntam "ele não  esta vendo que não  tenho  condições nem de comprar uma vela?"

A vela talvez não, mas com certeza  se a proposta  for  de encontro  a um prazer  fútil  ou algo que o ser considere "imperdivel" ou muito  milagroso a pessoa  pega dinheiro  até  com o agiota.

Não  há  preocupação  em arar, semear e regar a terra.
Mas quando o vizinho que calado  cuidou de si e começou  a colher  frutos tem uma árvore  frondosa no seu terreno  ele se pergunta  por que o outro e não  ele.

"Quem quer  fazer  alguma coisa encontra  um jeito,  quem não  quer fazer  nada encontra uma desculpa"

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

A Necessidade de Respeitar sua Hibernação

Às vezes é necessária a ausência para entender aonde você esta, como e de que forma você esta se colocando na vida. A hibernação serve para que se enfrente a própria noite da alma. Em um mundo onde estamos sendo massacrados diariamente por palavras e desilusões é bom parar para curar as feridas e verificar o que deve ou não caminhar conosco. Mas não é um processo fácil mergulhar no interior e remexer as feridas que estão no fundo do baú e achamos que são águas passadas mas na verdade não é, esta ali bem vivo e vira e mexe por motivos tolos tudo vem à tona. Em outros momentos hibernamos porque alguém a nossa volta também necessita de cura, de se recompor e para poupar situações que podem comprometer os caminhos da vida nos retiramos do campo de batalha e deixando a água correr mesmo que isso custe praticamente um afogamento. Quem nunca passou a noite acordado, pensando no que fazer e acabou chegando à conclusão que o melhor era não fazer nada? Quem nunca buscou colo e encontrou no caminho a rejeição e o desprezo de quem seu coração mantinha zelo? Dormir (das emoções ou no campo físico) faz com que o coração recupere a razão de ser e encontre as respostas necessárias para poder agir e dar a volta por cima. E nesse instante de despertar podemos nos comparar a Fênix que quando todos julgam que ela já morreu ela nasce resplandecente das cinzas. Seja sua própria Fênix nesse novo ciclo que se inicia! Fiquem na Luz Cris Gimenez

domingo, 31 de agosto de 2014

Dê valor a Espiritualidade!

Seres de Luz, deixa eu explicar uma coisa referente a espiritualidade. Toda vez que forem em um local onde um rito ou evento é "de graça" alguem bancou aquilo. Antigamente as pessoas levavam as melhores crias e os melhores frutos como oferenda e essa era a principal moeda de troca. Hoje em dia isso praticamente desapareceu. Por isso muitos e inclusive eu cobram rituais. O rito acontece antes, durante e depois sempre. Por isso a umbanda, o candomble pede mensalidade, porque não é facil nem barato sustentar o lado espiritual. Mesmo que seja com uma vela de sete dias vc tem que gastar. E acho engraçado como as pessoas encontram tempo e dinheiro pra tudo, menos pra de dedicar ao seu lado espiritual. É errônea a tradução "dai de graça porque recebestes de graça" o correto é "dai a graça porque recebestes a graça" o exemplo mais claro disso é quando voce pede a bênção para alguem, a pessoa te abençoa, lhe dá uma graça. Quando a pessoa tenta dar uma de esperto, entrando sorrateiramente ou fingindo que não é com ela ou coloca o lado espiritual como se só oração bastasse, essa mesma não pode reclamar quando a vida lhe responde com migalhas. Dar o melhor ao lado espiritual e dar o melhor a si mesmo. Não espere que uma águia te arrebate quando vc só alimentou pombos. #soumdesabafo

domingo, 10 de agosto de 2014

Sidnei Carvalho _ Muita Saudade

A verdade é que a saudade dói, a partidade de alguém dói sem proporção, não tem como descrever... Há uma semana tive que conviver com a partida de alguém querido. Definitivamente não é a convivência diária que nos diz o quanto uma pessoa esta presente em nossa vida, mas as atitudes e o carinho que ela nos dedica ao longo do tempo que passa conosco. Tambem por mais espiritualidade que se tenha não tem como não vivenciar a dor. Sempre digo para as pessoas que me procuram para viver o máximo suas perdas para poder superar de forma saudável. Mas como dói... E ao mesmo tempo como é feliz você saber que foi o melhor que pode para aquela pessoa enquanto ela esteve viva. Eu ao tenho muito o que dizer... Porque qualquer palavra em um momento desse parece que não é o suficiente, que não cobre o buraco que fica na alma. No entanto eu creio no reencontro, na vida após a vida e que tudo concorre para o bem. Mesmo que a partida seja uma imensa dor é também o momento do desapego, da reflexão do que realmente estamos fazendo de nossa vida, que nos preocupamos demais com o pão de cada dia e com picuinhas e esquecemos de cultivar as relações, a amizade, o bem estar, o bem querer... Esquecemos que o dinheiro não compra emoções sinceras e nem uma admiração verdadeira com alguém que lhe enxerga melhor do que você mesmo. Ai esta um dos princípios da vida: cultivar o que não tem preço, o que toca a alma e faz o coração vibrar... Da minha parte, vai ficar a saudade do riso fácil e da forma alegre e sempre sincera de falar e de ver o lado espiritual, de uma pessoa que teve um ideal e lutou por ele até os últimos instantes mesmo com tantos abandonos e decepções. O que fica é a certeza do reencontro e a saudade... Muita saudade e um carinho eterno.... Ao tenho como não sentir dor na sua partida e nem como conter as lágrimas... Mas o amor é isso... A certeza que sempre estamos juntos mesmo que por instantes separados! Que seu retorno a Espiritualidade seja de Luz! Fiquem na Luz Cris Gimenez